A intolerância religiosa tem sido um assunto discutido frequentemente, principalmente entre os cristãos, que são os que mais sofrem. Entre os 50 países classificados como locais de maior perseguição, por exemplo, o Paquistão é um deles.

Recentemente, no dia 7 de junho, uma família cristã mudou para um bairro muçulmano, mas o que talvez eles não imaginaram é que enfrentariam preconceito e perseguição ao ponto de colocar em risco a própria vida.

A família foi avisada por um dos residentes do bairro que ela não era bem vinda, por serem cristãos, e que o cristianismo é considerado inimigo do islã.

Nadeem Joseph e sua familia permaneceram, mas durante vários dias sofreram assédio constantes, até chegar ao ponto de Khan (o morador que havia dito pra eles irem embora), dar o prazo de 24h pra a família de cristãos sair do local.